Politica

A atual gestão do município de São Vicente do Seridó está acusando a ex-prefeita Graciete Dantas e sua equipe gestora de terem deixado a Prefeitura da cidade no dia 31 de dezembro de 2020 em um estado de completo caos administrativo. Na última semana, o prefeito Erivan de Biu, que era oposição à Graciete, mandou colocar o maquinário da prefeitura, além da frota de ônibus e carros públicos, em praça pública para que a população observasse a situação.

De acordo com a secretaria de administração, são 10 ônibus escolares, duas retroescavadeiras, além de caçambas, perfuratriz, caminhões, motos, entre outros, deixados em total falta de condições de uso. A alegação é de que a ex-gestora não mandava fazer reparos e consertos nos veículos, apenas, a transferência de peças de um carro para outro. O secretário de administração de São Vicente do Seridó, Teófilo Silva, afirmou que a situação causou desfalque no erário público.

Diante da situação, tivemos que tornar público. Colocamos os carros em vias públicas e muitas das pessoas que viram, ficaram impressionadas por se separar com aquilo. As pessoas sabiam do descaso, mas não daquele tamanho. Até mesmo os apoiadores da ex-prefeita ficaram aterrorizados", relatou.

Ainda segundo o secretário, outro problema se refere aos computadores da prefeitura e das secretárias. Segundo ele, a maioria está com senhas que impedem o acesso aos equipamentos, e outros foram formatados, causando a perda dos dados neles contidos.

Alguns tem senhas, e a antiga gestão não cede essas senhas. Todos os programas estão sem acesso. Tivemos até que chamar um técnico em computação. Estamos contratando técnicos para tentar recuperar parte dos arquivos", denunciou.

Teófilo relatou, também, duas graves denúncias ao jornalismo do Portal TV Sol. De acordo com ele, uma obra de reforma na unidade básica de saúde da comunidade Açudinho, na zona rural de São Vicente do Seridó foi feita totalmente utilizando materiais usados.

Um forro de PVC, que custa muito barato, foi tirado de um prédio particular dos ex-gestores e colocado na unidade básica", denunciou.

Já a segunda denúncia, diz respeito a uma obra de ampliação de um campo de futebol localizado as margens da rodovia PB-177, que, segundo o secretário de administração, teve, supostamente, R$ 400 mil gastos de um total de R$ 530 mil, em apenas 30% da obra.

Teófilo Silva informou que a prefeitura já começou a tomar as medidas cabíveis e legais.

A partir de agora, estamos fazendo um levantamento de tudo que tiver documentado, como notas fiscais, e iremos encaminhar ao Ministério Público para que se tomem as medidas cabíveis para o tocante. Infelizmente, encontramos o município numa situação de não governabilidade. Iremos unir forças e já está havendo um movimento de todas as pastas e o prefeito já que o município também ficou com a dívida com todos os servidores no mês de dezembro, sem contar os inúmeros precatórios que existem. E no que for da competência da Justiça, ela tomara as devidas providências", explicou.

A prefeitura de São Vicente do Seridó está programando um censo dos servidores para conhecer o real quadro de funcionários públicos do município.

A versão da antiga gestão

A produção de jornalismo do Portal TV Sol entrou em contato por telefone com a ex-prefeita Graciete Dantas e com o ex-secretário de administração, Tiago, para que pudessem dar as suas versões dos fatos narrados. Porém, as nossas ligações não foram atendidas e nenhuma das mensagens e pedidos de explicações foram respondidos.

Compartilhe: