Politica

A metralhadora giratória de Livânia Farias continua a disputar a acertar figuras conhecidas da polícia estadual e local. Em trechos divulgados já nesta segunda-feira, 13 de janeiro, pelo Jornal o Estado de São Paulo, a ex-secretária, e hoje a maior “dor de cabeça de Ricardo Coutinho”, cita políticos conhecidos da polícia estadual. Nessa “leva” mais um da região de Patos.

Depois de citar Nabor e Hugo, o nome e Antônio Mineral (ex-deputado da região de Patos por vários mandatos), aparece como um dos que recebia pagamentos mensais do esquema de propina montado pelo ex-governador, Ricardo Coutinho.

Veja:

Em novo trecho vazado da delação premiada da ex-secretária Livânia Farias são citados os ex-governadores Cássio Cunha Lima, José Maranhão e Ricardo Coutinho, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e o atual governador João Azevêdo. O material foi publicado pelo jornal o Estado de São Paulo, nesta segunda-feira (13).

Além disso, a ex-secretária também revelou que entre os anos de 2013 e 2014, alguns deputados estaduais recebiam pagamentos mensais como forma de propina. Ela afirmou que os deputados que estariam recebendo para votar de acordo com o governo eram Antônio Mineral, Branco Mendes, Eva Gouveia, João Gonçalves, Lindolfo Pires, Márcio Roberto e Tião Gomes.

 

 

Por Patosonline.com

Compartilhe: